Associação de Municípios da Cova da Beira

Notícias

  • 30-01-2020

    Reunião com os Municipios sobre o estudo e analise de viabilidade dos modelos de gestão para os sistemas municipais de abastecimento de agua

    A AMCB promoveu a realização do  Estudo comparativo e análise da viabilidade económico-financeira dos modelos de gestão para o(s) sistema(s) municipal(is) de abastecimento público de água e de saneamento de águas residuais e em resultado disso, foi ontem, 30 de janeiro, realizada em Belmonte uma reunião de trabalho e discussão do Relatório Técnico de caracterização e de diagnóstico da situação atual e estudo comparativo e análise económico-financeira dos modelos de gestão de abastecimento público de água e de saneamento de águas residuais dos Municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Figueira Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Mêda, Penamacor, Pinhel e Sabugal.

    Nesta reunião, onde compareceram autarcas e técnicos dos municípios da região, foram apresentadas as conclusões do Relatório técnico desenvolvido bem como as vantagens e desvantagens dos diferentes modelos de gestão de abastecimento público de água e de saneamento de águas residuais, nomeadamente Gestão Delegada e a Gestão Concessionada.

  • 13-01-2020

    Revisão dos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios

    Esta revisão surge com o intuito de obedecer à Diretiva Europeia relativa aos critérios e normas técnicas para a elaboração e operacionalização do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI)

    “Atendendo ao facto de os limites administrativos não circunscreverem a incidência dos riscos, a atuação preventiva requer, para além de uma abordagem multidisciplinar, uma ótica supramunicipal e neste sentido, a uniformização de conceitos técnicos e de metodologias de identificação e representação cartográfica da informação torna-se essencial para um trabalho conjunto, articulado e coerentemente organizado, de modo a produzir os resultados desejados”. É com este objetivo que a AMCB promove a revisão dos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios junto das suas autarquias associadas que incluirá a produção de cartografia municipal de risco e a construção de sistemas de informação geográfica de base supramunicipal em matéria de riscos. Deste modo a informação partilhada contribuirá para a criação de uma base de conhecimento comum em matéria de prevenção riscos, acessível e partilhada pelas diversas entidades com responsabilidades de intervenção sobre o território.

    Esta revisão surge com o intuito de obedecer à Diretiva Europeia relativa aos critérios e normas técnicas para a elaboração e operacionalização do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), constante do Despacho n.º 443-A/2018 - de 9 de janeiro, bem como das orientações do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, I. P. (ICNF, I. P.), encontra-se a AMCB a promover a revisão do PMDFCI dos municípios de Belmonte, Covilhã, Fornos de Algodres, Guarda, Pinhel, Trancoso e Seia.
    O PMDFCI é um instrumento de gestão territorial Municipal, de carácter obrigatório, que tem que ser revisto periodicamente e/ou sempre que se verifiquem alterações significativas que tenham repercussões sobre o Plano em vigor.
    No âmbito deste projeto, foi já realizada uma reunião em Belmonte, para apresentação do plano de trabalhos e arranque dos mesmos, que contou com a presença dos técnicos dos Gabinetes Técnicos Florestais dos municípios envolvidos.
    Foi também ministrada, em Belmonte, uma formação em Cartografia de Risco para os técnicos dos Municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Guarda, Manteigas, Mêda, Penamacor, Pinhel, Sabugal, Seia e Trancoso. Esta formação visou a capacitação dos técnicos dos Gabinetes Técnicos Florestais dos Municípios da região para o desenvolvimento de Cartografia de Risco na área dos Incêndios Florestais.

  • 26-12-2019

    Festas Felizes

    A Associação de Municípios da Cova da Beira, deseja a todos, Festas Felizes, e um Novo Ano repleto de boas concretizações.

  • 09-12-2019

    No Sabugal, AMCB aprova plano de atividades e orçamento para 2020

    A AMCB no cumprimento do seu projeto estratégico, tem vindo a promover e a desenvolver ações e medias que, ao longo dos anos se afirmaram como instrumentos diferenciadores dos municípios que a constituem na promoção da mobilidade e da inovação, no desenvolvimento sustentável e na melhoria das condições de vida das suas populações.

    Os objetivos estratégicos que a AMCB pretende levar a efeito durante o ano de 2020 e

    seguintes, foram definidos tendo por base a Estratégia Integrada de Desenvolvimento

    Territorial RIS3, mais concretamente nas Plataformas de Valorização dos recursos

    endógenos naturais, Tecnologias para a qualidade de vida e Inovação territorial.

    O Plano de Atividades aprovado tem em consideração os projetos já candidatados e em desenvolvimento, bem como novas iniciativas/projetos transmitidas pelas autarquias que se materializam em projetos novos ou em atualizações/revisões dos existentes.

    Assim, foram definidos para 2020 os seguintes objetivos e respetivos projetos e ações e

    medidas:

     - Modernizar a qualidade de serviço da administração local e reforçar a capacitação institucional e as redes de cooperação

     - Melhorar e promover a qualidade do ambiente urbano, a sustentabilidade no uso dos recursos e a prevenção e gestão de riscos

     - Promoção territorial e Cooperação Transfronteiriça

     -Transição Energética

    O Conselho Diretivo pretende dar continuidade aos objetivos anteriormente já definidos e às medidas que os materializam designadamente:

    · Manter a cooperação com a CCDRC e com outras entidades, nomeadamente as que nos estão mais próximas, nomeadamente com a CIM Beiras e Serra da Estrela;

    · Colaborar com a Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior - ENERAREA nas suas atividades de planeamento e intervenção na procura de respostas numa vertente de otimização e racionalização de consumos energéticos em infraestruturas municipais bem como fomentar e promover projetos na área das energias renováveis e proteção ambiental.

    · Continuar com a Valorização do território através da ECORAIA e Ciclismo Internacional no âmbito da cooperação transfronteiriça e integrar novos contextos institucionais, legais e operativos;

    · Reforçar redes de incorporação de saber tecnológico com instituições de Ensino Superior,

    · Promover a criação, atualização, circulação e disponibilização de dados no Sistema de

    Informação Geográfico no âmbito do Território

    · Promover projetos locais/internacionais no âmbito da smartcities (cidades sustentáveis)

    · Manter uma interação muita próxima com os Municípios

    Na estratégia das ações e medidas do nosso objeto estão presentes a Educação, Formação e Igualdade de Género; O Planeamento, Ordenamento Territorial, Ordenamento Florestal, Revisão dos planos Municipais de Emergência e Proteção Civil, a Sustentabilidade e Eficiência de Recursos; a Cooperação Transfronteiriça; e a Gestão Energética.

    Tendo reunido em Sabugal, o Conselho Diretivo e a Assembleia Intermunicipal aprovaram o plano de atividades e orçamento.

    A AMCB além dos projetos em curso, continuará com o grande desafio da realização do cadastro de infraestruturas de água e saneamento; estudo de viabilidade económica e financeira para a gestão em baixa da água e saneamento; na cartografia para gestão do território; na transição energética nomeadamente em projetos candidaturas na área energética auditorias energéticas e implementação de projetos na área das energias renováveis (solar, geotermia, biomassa, . . .).

    Aproveitando para desejar um Novo Ano repleto de sucessos,

    O Presidente do Conselho Diretivo

    António Dias Rocha

  • 18-11-2019

    AMCB entrega Prémio 1000€ em Lampadas LED

    No âmbito de uma candidatura aprovada no âmbito do Plano de Promoção e Eficiência no Consumo 2017/2018, financiado pela Entidade Reguladora de Serviços Energéticos (ERSE), a Associação de Municípios da Cova da Beira entregou um prémio no valor de 1.000€ em lâmpadas LED à Escola Secundária Guilherme Correia de Carvalho do Município de Seia. Para obtenção do prémio os alunos tiveram de realizar uma auditoria energética à escola, medida que serviu para sensibilizar para a poupança energética e redução dos consumos de energia.

  • 08-10-2019

    4.ª edição da ENERTECH – FEIRA DAS TECNOLOGIAS PARA A ENERGIA

    De 11 a 13 de outubro, o Pavilhão Multiusos ExpoSabugal acolhe a 4.ª edição da ENERTECH – FEIRA DAS TECNOLOGIAS PARA A ENERGIA, no âmbito da estratégia ‘Sabugal, fonte de energia natural’.

    Os desafios energéticos que o país tem pela frente, com o constante aumento de consumos de energia elétrica, obriga à dinamização das políticas de sustentabilidade e de eficiência energética.

    O vento, o Côa, a água termal, a biomassa florestal, o parque eólico instalado, a barragem do Sabugal − que faz a transvase entre a bacia hidrográfica do Douro e do Tejo, irrigando a Cova da Beira −, a nossa biodiversidade e as Termas do Cró são bons exemplos das potencialidades e do aproveitamento já instalado, e que estão na génese deste desafio que é a realização da ENERTECH.

    Organizada pelo Município do Sabugal, no âmbito da unidade de missão ‘Sabugal + Valor | Desenvolvimento Rural’, em parceria com a ADES (Associação Empresarial do Sabugal), ENERAREA (Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior), IPG (Instituto Politécnico da Guarda), IPCB (Instituto Politécnico de Castelo Branco) e UBI (Universidade da Beira Interior), entre outras entidades, a ENERTECH é uma feira/mostra marcadamente tecnológica direcionada para o setor das energias renováveis, tecnologias e eficiência energética.

    A ENERTECH – FEIRA DAS TECNOLOGIAS PARA A ENERGIA é hoje uma feira reconhecida e firmada no mercado, que procura em cada edição dar a conhecer o que de melhor se produz na área das energias, e é por essa razão que tem vindo a crescer ao longo dos anos.

    Pretende-se essencialmente que este evento seja um espaço de partilha de conhecimentos, catalisador de negócios e de parcerias estratégicas, mas também um local onde cada família poderá passar algum tempo, aproveitando para conhecer as multivariadas soluções energéticas disponíveis no mercado.

    Do programa da ENERTECH, de destacar a realização da conferência ‘Energias do Futuro’, através da qual se pretende abordar o tema da energia solar e a oportunidade do hidrogénio, assim como as sessões de demonstração de equipamentos/maquinarias, os ateliers de energia dirigidos aos mais novos, as exposições temáticas, entre outras iniciativas.

    O espaço da ENERTECH não se limita apenas às energias renováveis; é, igualmente, uma montra para exposição e venda de produtos, desde o artesanato à gastronomia, contando, ainda, com vários momentos musicais e uma caminhada.

  • 04-09-2019

    Salamaq 2019

    Uma das maiores feiras de Agropecuaria da Peninsula Ibérica

    A Associação de Municípios da Cova da Beira é uma das entidades presentes numa das maiores feiras de Agropecuária da Península Ibérica, que decorrerá entre os dias 5 e 9 de setembro, no Recinto Ferial de Salamanca.

    O dia 7 será o dia dedicado a Portugal, onde estarão presentes diversas entidades publicas e privadas em representação de Portugal onde se promoverão também as relações transfronteiriças e o nosso país.

    ‘’ Regressamos à Salamaq, a ultima participação foi muito positiva, é uma feira muito participada e esperamos que a semelhança do ano transato, tenhamos a oportunidade de interagir com potenciais investidores, e dar a conhecer toda a nossa região, onde a agricultura e a pecuária fazem também parte do dia a dia´´ (José Manuel Biscaia, Dr)

    São mais de 500 expositores que estarão presentes, e a AMCB não podia deixar de estar presente neste importante certame onde se reflete também um dos projetos criados em parceria com a Diputacion de Salamanca, a ´´Ecoraia´´. Fortalecer os laços transfronteiriços, que se têm mantido desde alguns anos a esta data, com os inúmeros projetos executados em parceria, e da mesma forma promover o nosso Território enquanto um espaço único no panorama do Turismo, da Economia e da sustentabilidade, são os objetivos.

  • 08-07-2019

    GEOATLANTIC

    O projeto geoATLANTIC constituído por uma parceria de 11 sócios internacionais de  cinco países, França, Irlanda, Portugal, Espanha, Reino Unido foi candidatado à iniciativa INTERREG ATLANTIC. Prevê-se com o projeto promover e divulgar o aproveitamento da geotermia para aquecimento e arrefecimento de edifícios na região. O projeto prevê ainda a implementação de vários projetos-piloto sobretudo em edifícios municipais na região, utilizando sondas verticais e bombas térmicas para aquecimento dos edifícios eleitos. No verão, o processo é invertido e o excesso de calor é transferido para o subsolo.

    O projeto visa ainda sensibilizar e informar o cidadão para a utilização da geotermia, intervindo nas várias áreas de relevo para o desenvolvimento e implementação da atividade na região e em Portugal nomeadamente a nível de informação, disseminação investigação e legislação deste tipo de energia renovável, apresentando as suas vantagens. 

    As atividades do projeto GeoATLANTIC passam por difundir a informação e as melhores práticas operacionais envolvidas no uso das bombas de calor geotérmicas, promover o diálogo na comunidade geotérmica, colocar em contacto os vários atores do mercado.

    Um dos objetivos da Estratégia de União Energia é enveredar cada vez mais pelas energias renováveis. A nova diretiva sobre política energética e sustentabilidade propõem como objetivo vinculativo para a União Europeia a utilização de pelo menos de 20% de energia consumida através de energia renovável até 2020.

    Apenas uma pequena parte do potencial da energia geotérmica é explorada na Europa. Aumentar a sua utilização e fortalecer a indústria da energia geotérmica vai permitir uma redução substancial na redução de CO2. Em combinação com as tecnologias, as fontes renováveis ​​podem fornecer a energia para produção de calor e frio, podendo representar metade da necessidade de energia na Europa.

    O desafio do geoATLANTIC é desenvolver metodologias e ferramentas para promover a cooperação nas comunidades locais para a transição energética e aproveitamento da energia geotérmica.

    No consórcio do projeto estão representadas as seguintes instituições; ESPANHA - Concelho de Ourense, Energylab, ITER- Instituto tecnológico e de Energia Renováveis | PORTUGAL, Universidade do Porto, Associação de Municipios da Cova da Beira, Eda Renováveis |REUNO UNIDO Eden Project, ISLAY energy trust, ALInergy,| FRANÇA, ALEC  | IRLANDA, Cork Institute of Techonology |  EHPA,  European Heat Pump Association

    Parceiros Associados - RNAE  - Rede Nacional e Agências e Energia | Direção Regional da Energia da Região Autónoma dos Açores | Câmara Municipal de Ribeira Grande (Açores) Câmara Municipal de Povoação (Açores)

  • 03-07-2019

    BIN SAL Empreende - Uma Raia Empreendedora

    15 de Julho 

    No âmbito do Projeto BIN SAL Empreende: Uma Raia Empreendedora, o Instituto Politécnico da Guarda organiza um Programa de Formação para Empresários, que vai decorrer no dia 15 de julho, no auditório dos Serviços Centrais do IPG, das 9h as 18h.

    Pelas 9 horas, a Professora Doutora Catarina Alves irá apresentar um seminário subordinado ao "Plano de Negócios de uma PME".

    Pelas 14 horas, a Subdiretora Geral da Alimentação e Veterinária (DGAV), Dr.ª Graça Mariano, irá apresentar um seminário intitulado “100 Mitos à Mesa com Produtos Autóctones”.

    O projeto BIN-SAL Empreende: Uma Raia Empreendedora pretende através do aumento da competitividade empresarial, melhorar a competitividade das pequenas e medias empresas na região da Raia e desenvolver diversas prioridades de investimento, especificamente: a promoção do espírito empresarial, em particular, facilitando o aproveitamento económico de novas ideias e impulsando a criação de novas empresas, incluindo as incubadoras de empresas, por exemplo: Policasulos do Instituto Politécnico da Guarda e, ainda, melhorar as condições necessárias e propicias para o aparecimento de novas iniciativas empresariais.

    “À medida que se torna cada vez mais complexa a alimentação, vão-se criando uma série de preconceitos e de ideias que se vão formando e que, às vezes, se transformam em mitos e que não gostaríamos que permanecessem, porque podem ser nefastas para o normal funcionamento dos mercados agrícolas e alimentares”, disse o diretor-geral da DGAV, Fernando Bernardo, na apresentação da publicação do livro “À Mesa: 100 Mitos”, que será oferecido aos participantes.
     
    Mais informações: http://www.poctep.eu/pt-pt/2014-2020/bin-sal-empreende-uma-raia-empreendedora 

    Inscrições gratuitas para udigeral@ipg.pt (assunto: BIN SAL), sabendo que será atribuído um certificado para participação que pode ser contabilizado para as 35 horas de formação no âmbito do Código do Trabalho (Lei nº 7/2009, 12 fevereiro, artigo 131º)

  • 27-06-2019

    CULTURA EM REDE DAS BEIRAS E SERRA DA ESTRELA'19

    Festival Cultura em Rede arranca já no dia 6 de julho! Marque na sua agenda as 15 datas das áreas da Dança, Música e Teatro. Contamos com a sua presença.


    Projeto cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.